.MoonLight - A luz da Lua*
A Luz que permanece na noite escura ou no mais claro dia... A Lua tal como o Sol, está sempre presente em mim.
.mais sobre mim
.emails*
moonlight@sapo.pt atmoonlight@msn.com
.Luzes*

. 2007

. Transformar pelas mãos do...

. Mar...

. Palavras!

. Once upon a time...

. Touch...

. Delirium!...

.Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.A música que pulsa dentro de mim*
.Um pouco de Luz para o Mundo...*








.Leva a minha Luz*


.O meu award para ti*


.Prendas de Amigos*






Prémio
.A Luz brilha aqui...*
Blog Poeta
Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2006
Saudades...
fairymini.jpg
Que saudades tenho de voar novamente, de cruzar os céus sem ter de parar, de chegar ao sol e poder ficar quieta, sossegada a contemplar. E receber carinhosamente os seus raios que me envolvem e me devolvem parte do meu ser.
Que saudades de cavalgar, à beira do Tejo, com o vento a embalar, e reter a imagem da despedida de um sol que tem de dar lugar à Lua... E poder ver o espectáculo grandioso do entardecer e das suas cores a tingirem as águas deste rio, os cavalos e a paisagem...
Que saudades de poder pegar no carro e rolar pelas estradas, como se fossem só minhas, e poder chegar a um qualquer lugar, onde o coração mandou parar e ficar...
Que saudades...
Uma Luz de MoonLight às 11:25
link do post | Deixa a tua Luz* | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 18:06
Não deixes morrer esse sentimento, não percas a vontade de conquistar o momento.... se não o podes fazer agora, fá-lo-ás mais tarde... mas lembra-te que há sempre formas para voltar a compensar as saudades...Diabinho
(http://diabinho.blogs.sapo.pt)
(mailto:shadow5@clix.pt)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 15:10
A saudade...

Aquele que inventou a palavra saudade, quase que aposto que chorou! Pelo menos é o que penso...
Beijinhos alma.Alma Propria
(http://almasemfim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:xx@xx.xx)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 12:16
Posso escrever os versos mais tristes esta noite.
Escrever, por exemplo: "A noite está estrelada,
e tiritam, azuis, os astros lá ao longe".
O vento da noite gira no céu e canta.

Posso escrever os versos mais tristes esta noite.
Eu amei-a e por vezes ela também me amou.
Em noites como esta tive-a em meus braços.
Beijei-a tantas vezes sob o céu infinito.

Ela amou-me, por vezes eu também a amava.
Como não ter amado os seus grandes olhos fixos.
Posso escrever os versos mais tristes esta noite.
Pensar que não a tenho. Sentir que já a perdi.

Ouvir a noite imensa, mais imensa sem ela.
E o verso cai na alma como no pasto o orvalho.
Importa lá que o meu amor não pudesse guardá-la.
A noite está estrelada e ela não está comigo.

Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe.
A minha alma não se contenta com havê-la perdido.
Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a.
O meu coração procura-a, ela não está comigo.

A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores.
Nós dois, os de então, já não somos os mesmos.
Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei.
Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido.

De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos.
A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos.
Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda.
É tão curto o amor, tão longo o esquecimento.

Porque em noites como esta tive-a em meus braços,
a minha alma não se contenta por havê-la perdido.
Embora seja a última dor que ela me causa,
e estes sejam os últimos versos que lhe escrevo.apaixonada
(http://deusadoprazer.blogs.sapo.pt)
(mailto:apaixonada_1@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 12:04
o blog ta espectacular...a a escolha da musica tbfi
(http://fida.blogs.sapo.pt)
(mailto:fida1@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 11:47
E porque não matar as saudades à luz do luar? :)Vincent
(http://www.alinhadesombra.blogs.sapo.pt)
(mailto:vincent-x@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 11:46
o breu da noite esconde enseadas de paixão...

o corpo torna-se oceanos de suor doce

em que os dedos naufragam impunemente...



e nesses mares de loucura as tempestades são sussurros

são os teus prolongados "bommmm"

que me enlouquecem

e a bonança só chega noite alta



quando o sono vence a árdua batalha dos sonhos...

Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)

Comentar post

.Visitantes na Lua*

visitas

.Luzes sentidas*

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

.as minhas fotos
.links